faceralis

 

usados

CPR

208Rally41Está tudo a postos para o arranque da terceira temporada da Peugeot Rally Cup Ibérica, iniciativa que as filiais Peugeot de Portugal e de Espanha, e a Sports & You levam a cabo desde 2018 e que que este ano fica marcada pela estreia do novo Peugeot 208 Rally 4, a mais recente criação da PEUGEOT Sport para a modalidade dos ralis. O palco do regresso dos "jovens leões" à atividade em 2020 será o novel Rali Alto Tâmega, organizado pelo Clube Aventura do Minho e que se realiza nos dias 29 e 30 e agosto.

Uma adesão significativa de equipas é a tónica neste ano de ralis "diferente". Muitas foram as formações que há muito confirmaram o seu interesse em marcar presença na Peugeot Rally Cup Ibérica, facto que demonstra bem o sucesso desta fórmula que é também uma plataforma de lançamento de carreiras nos ralis. Inscritas na Peugeot Rally Cup Ibérica estão neste momento 16 formações, sendo ainda expectável que este número aumente nas próximas provas com a entrega dos Peugeot 208 Rally 4 vendidos.

Dos pilotos com presença confirmada na temporada de 2020 destacam-se nomes como o de Pedro Antunes (navegado por Pedro Alves), ele que é um dos "totalistas" em presenças na Peugeot Rally Cup Ibérica, Roberto Blach - campeão da primeira edição - que fará equipa com Adrian Varela, Josep Bassas - Campeão Espanhol da categoria R2 -, que tem como co-piloto Axel Coronado, Sergi Francoli/Maria Salvo e da jovem promessa portuguesa Pedro Almeida navegado por Hugo Magalhães.

Deste lote de 16 pilotos inscritos, existem sete potenciais candidatos ao título Junior (até 26 anos), prova adicional da capacidade de mobilização de jovens valores por parte da Peugeot Rally Cup Ibérica, que, sem dúvida alguma, promete animar grandemente cada uma das quatro provas do calendário.

Relativamente a esta primeira ronda da temporada, o estreante Rali Alto Tâmega, tem como base a cidade de Chaves e conta com seis especiais de classificação divididas por duas etapas, a disputar nos dias 29 e 30 de agosto.

No Sábado, 29, terão lugar as especiais Alto Tâmega e Chaves, estando reservada para domingo uma dupla passagem por Chaves Boticas e Chaves.
O final do evento está marcado para o meio da tarde de Domingo, no coração da cidade de Chaves Parque Nadir Afonso.


INSCRITOS Peugeot Rally Cup Ibérica 2020
1 GC MOTORSPORT Sergio Fuentes Matias Alain Peña
2 Club Deportivo Cheetah Oscar Palomo Javier Martinez
3 Delbin Motorsport Delbin garcia Jose Vieitez
4 PT Racing Pedro Antunes Pedro Alves
5 Mavisa Sport Josep Bassas Axel Coronado
6 Raceseven Domingo Estrada Cristina Iglesias
7 Alvemaco Rentacar Alejandro Cachon Alejandro Lopez
8 Mavisa Sport Sergi Francoli Maria Salvo
9 PT Racing Pedro Almeida Hugo Magalhães
10 AR VIDAL Luis Delgado André Carvalho
11 TRS Roberto blach Adrian Varela
12 RF Competições Ernesto Cunha Valter Cardoso
13 PT Racing Ruben Rodrigues Estevão Rodrigues
14 Paulo Caldeira Ana Gonçalves
15 Álvaro Muñiz Javier Martinez
16 David Nafria Pedro Requena

CALENDÁRIO DA Peugeot Rally Cup Ibérica 2020
28 a 30 agosto Rali do Alto Tâmega Asfalto Portugal
10 a 12 setembro Rally Princesa de Asturias – Ciudad de Oviedo Asfalto Espanha
9 a 10 outubro Rallye Vidreiro Centro De Portugal Marinha Grande Asfalto Portugal
24 a 25 outubro RACC Catalunya/Rally de España Asfalto Espanha

Coorganizada pela Peugeot Portugal e pela Peugeot Espanha e com a gestão logística a cargo da Sports & You, a Peugeot Rally Cup Ibérica mantém as parcerias com a Pirelli, no domínio dos pneus, e com a Total, nos combustíveis e lubrificantes, entre outros apoios: Huawei, Vodafone, RACC e ACP.

A Peugeot Rally Cup Ibérica 2020 volta a contar este ano com um relevante lote de prémios, a distribuir prova-a prova, mas também no final da temporada. Assim, os 10 melhores classificados em cada uma das quatro provas recebem valores entre 5.000,00€ * (para o vencedor) e 500,00 €* (10º classificado), sendo que o melhor piloto Junior receberá ainda 1000,00€ *. O prémio final é, nada mais mada menos que, um programa oficial com a Citroën Racing no Campeonato de Portugal de Ralis ou no Super Campeonato de Espanha de Ralis (SCer), aos comandos de um Citroën C3 R5.

Informações adicionais serão prestadas atempadamente, aquando da publicação da regulamentação desportiva e técnica da Peugeot Rally Cup Ibérica 2020, podendo outras ser obtidas junto da Sports & You, pelo telefone 224160161 ou pelo email Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar .

*50% deste valor é pago sob a forma de vales de compra para a Peugeot Sport Racing
Shop a utilizar até dia 31 de dezembro de 2020

danielA dupla Daniel Nunes e Nuno Mota Ribeiro estão já de baterias apontadas para o Rali Alto Tâmega, uma prova que regressa ao calendário do nacional de ralis, após 28 anos de ausência. A dupla da Inside Motor vai até ao Alto Tâmega para manter a liderança no Campeonato Portugal de Ralis 2 Rodas Motrizes e do Challenge R2&You.

"Este é mais um desafio, pois é um rali novo para nós mas vamos a Trás-os-Montes para nos divertirmos e mantermos a liderança do Campeonato Portugal de Ralis 2 Rodas Motrizes e do Challenge R2&You ", afirmou o piloto.

"Sabemos que além do desconhecimento da prova, vamos ter também uma forte concorrência, com carros superiores ao nosso. Não vamos entrar em loucuras e os resultados são só no final da prova. Não queremos correr riscos, porque o Azores Rallye dista poucos dias da prova transmontana e, por isso, vamos fazer uma prova com cabeça, para que não surjam dissabores", disse Daniel Nunes.

kiaCostuma dizer-se que o caminho é para a frente e foi imbuída desse espírito que a CRM Motorsport, em conjunto com o apoio indispensável dos seus parceiros e da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK), decidiu avançar com a promoção do Kia Rally Cup by Toyo Tires em 2020.

Apesar das contingências provocadas pela pandemia de Covid-19, com o calendário originalmente previsto a ser alvo de uma remodelação forçada com visitas aos ralis do Vidreiro e das Camélias, é com satisfação que Tiago Raposo Magalhães acredita ter-se encontrado "uma fórmula que permite mitigar ao máximo as questões económicas e logísticas que tanto peso colocam às equipas", sobretudo num ano de 2020 que veio "pressionar a folha de cálculo de todas as estruturas relacionadas com o automobilismo", reitera.

PERFORMANCE E FIABILIDADE COMPROVADAS

Para o responsável da CRM Motorsport, a concretização do primeiro ano do Troféu em duas provas "extremamente bem organizadas pelo Clube Automóvel da Marinha Grande e o Clube de Motorismo de Setúbal" abre espaço para a colocação dos alicerces necessários para implementar e fazer crescer um Troféu que continua a ter como grande propósito a "promoção de novos talentos" numa modalidade querida pelos adeptos portugueses.

"Mantendo a política do Troféu de Velocidade, a CRM Motorsport reuniu mais uma vez condições únicas para auxiliar as equipas a baixar os custos de participação", conclui.

A ajudar nestas contas estará, naturalmente, o Kia Picanto GT versão ralis, modelo cuja performance e fiabilidade demonstradas ao longo dos últimos dois anos na categoria RC5 certificam a sua indiscutível mais-valia enquanto modelo de iniciação na modalidade. Mas também a oferta de seis pneus (5 no primeiro rali + 1 no segundo) para todas as equipas que garantam a sua inscrição nas duas provas do Kia Rally Cup by Toyo Tires. A taxa de inscrição no Troféu é de 200€ + IVA, mas garante os pneus necessários para participar com sucesso nas 2 provas.

Para Ni Amorim, "esta decisão da CRM Motorsport e dos seus parceiros em avançar com o Kia Rally Cup by Toyo Tires representa um sinal de inequívoca confiança no automobilismo nacional e no mediatismo que existe no nosso País em torno dos ralis. Mas também na qualidade dos nossos pilotos."

"Trata-se de uma competição com vista a promover a ascensão de novos talentos — gesto a que a FPAK não é indiferente, e daí ter-se prontificado imediatamente a galardoar os seus vencedores na Gala dos Campeões 2020 que terá lugar no início do próximo ano", conclui o Presidente do organismo.

Com lotação limitada a 10 equipas participantes, os interessados no Troféu Kia Rally Cup by Toyo Tires devem formalizar o seu interesse através do e-mail Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar , enviando, para o efeito, o formulário de inscrição que se encontra no site da CRM Motorsport devidamente preenchido e o comprovativo de transferência bancária da inscrição no Troféu, no valor de 200 euros + IVA, para o IBAN PT50 0035 0396 0022 3705 3305.

CALENDÁRIO KIA RALLY CUP BY TOYO TIRES

Rali do Vidreiro (10-11 Outubro)
Rali das Camélias (1 Dezembro)

batalhaPedro Antunes inicia no próximo fim-de-semana, no Rali do Alto Tâmega, a campanha na Peugeot Rally Cup Ibérica competição disputada ao volante do novo Peugeot 208 Rally 4 e com a qual o piloto torrense sonha com a conquista, apesar de uma concorrência onde estão incluídos os melhores pilotos jovens de Portugal e Espanha.

Navegado por Pedro Alves, e depois de já ter somado alguns quilómetros aos comandos da nova viatura de Duas Rodas Motrizes criada pela Peugeot Sport, onde venceu o Rally de Castelo Branco (CPR 2RM) e mostrou todas as suas potencialidade no Rally di Roma Capitale (FIA ERC), o jovem piloto mostra-se motivado para o início da competição onde deposita grandes esperanças. "Sem dúvida que a Peugeot Rally Cup Ibérica é o nosso grande objetivo para 2020. Devido à pandemia a competição sofreu uma grande remodelação, passando de 6 para 4 corridas, todas as asfalto, o que vai deixar menos margem para erros. Sabemos que só com grande competência podemos superar os nossos adversários, todos com muita qualidade. Entrar a vencer é naturalmente um ótimo indicador e é nesse objetivo que vamos pensar já no Rali do Alto Tâmega", começou por explicar o piloto torrense sem esquecer o Campeonato de Portugal de Ralis 2RM: "Sabemos que se formos competitivos na copa ibérica também estaremos a lutar pela vitória para o CPR 2RM, o que naturalmente torna este desafio duplamente interessante."

O Peugeot 208 Rally 4 de Pedro Antunes contará com o apoio técnico e assistência da PT Racing, equipa em quem o piloto deposita toda a confiança. "A PT Racing foi uma das primeiras equipas a receber este novo modelo e é também uma das que melhor conhece todas as suas potencialidades. Prova disso foram os resultados e exibições recentes que conseguimos com o suporte da equipa", explicou.

O Rali do Alto Tâmega marca o arranque da Peugeot Rally Cup Ibérica que conta, entre outros aliciantes, com um prémio final que permitirá ao vencedor um programa oficial em 2021 aos comandos de uma viatura da categoria R5.

O Rali do Alto Tâmega vai para a estrada nos dias 29 e 30 de Agosto e conta com 6 especiais de classificação, num total de 101,27km cronometrados.

 

tamegaSeis classificativas, dois dias de prova e seis competições distintas na luta contra o cronómetro, eis o menu do Rali do Alto Tâmega (29/30 agosto), que foi apresentado, na tarde desta sexta-feira, no Centro de Arte Nadir Afonso, em Boticas, por Nuno Loureiro, presidente do CAMI Motorsport, que esteve ladeado por Fernando Queiroga, presidente da Câmara Municipal de Boticas, e Nuno Vaz, presidente da Câmara Municipal de Chaves.

Será o regresso, volvidos 28 anos, da prova transmontana ao Campeonato de Portugal de Ralis, como enfatizou o responsável do clube organizador: "É com um enorme sentimento de orgulho que o CAMI Motorsport vai colocar na estrada, e pela terceira época consecutiva, o Rali do Alto Tâmega, mas esta edição 2020 terá, por motivos óbvios, um significado muito especial. Nos últimos dois anos, com o precioso e inestimável apoio das autarquias da Região do Alto Tâmega e dos nossos patrocinadores, unimos esforços com o objetivo de recolocar o rali no patamar que lhe era devido. A história da prova assim o exigia e as condições ímpares desta região convidavam ao desafio de a trazer de volta ao mapa do campeonato mais mediático do automobilismo português".

Nuno Vaz, presidente da edilidade de Chaves, não deixou de destacar a importância de receber um evento desta dimensão: "Acreditamos, desde o primeiro momento, neste projeto, como forma de afirmar a nossa identidade e, nesta altura, também de responder aos desafios colocados pela pandemia, tanto a nível social como desportivo. É um momento único para mostrar as potencialidades, tanto naturais como paisagísticas, de património e também humanas desta região".

"Queremos fixar uma marca e é nosso desejo que ela fique neste território, atraindo novas gentes. São eventos como este que mostram e fazem a promoção das potencialidades da região do Alto Tâmega", afirmou, por seu turno, Fernando Queiroga, presidente da edilidade de Boticas, vila que volta a ser o palco das grandes decisões no desfecho da prova, tal como já sucedeu nas décadas de 80 e de 90. É que a segunda passagem por aquela prova especial de classificação será o último troço do rali e tem o estatuto de Power Stage, garantindo aos três pilotos mais rápidos pontos suplementares para a classificação no campeonato.

A edição 2020 do Rali do Alto Tâmega, que terá o seu centro nevrálgico no Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso, em Chaves, onde vai funcionar o Secretariado e também o Parque de Partida (e Parque Fechado) de cada uma das etapas. O Parque de Assistência está localizado no Aeródromo de Chaves.

Na manhã de sábado, a partir das 08h45, os pilotos do Campeonato de Portugal de Ralis terão oportunidade de fazer os últimos acertos na afinação dos seus carros em duas passagens do shakedown no troço de S.Pedro de Agostém-Chaves (3,9 km), estando o Qualifying, no mesmo traçado, agendado para ter início às 10h38. Os dez pilotos mais rápidos nessa qualificação terão o privilégio de escolher a sua ordem de partida para o primeiro dia de prova, que tem o seguinte horário:

SÁBADO (29 agosto)
Partida (Parque Nadir Afonso) 15h30
PEC 1 – Alto Tâmega (15,06 Km) 16h10
PEC 2 – Chaves (18,72 km) 16h53
Final: Parque Nadir Afonso 18h35

DOMINGO (30 agosto)
Partida (Parque Nadir Afonso) 09h00
PEC 3 – Chaves/Boticas 1 (19,40 km) 09h48
PEC 4 – Boticas 1 (14,23km) 11h09
PEC 5 – Chaves/Boticas 2 13h15
PEC 6 – Boticas 2 – POWER STAGE 14h36
Final (Parque Nadir Afonso) 15h39

Para além do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR), o rali é pontuável ainda no Campeonato de Portugal GT de Ralis, Campeonato de Portugal de Clássicos de Ralis, Campeonato Norte de Ralis, e Challenge R2&YOU, merecendo destaque especial o Peugeot Rally Cup Ibérica. A competição monomarca que estreia o Peugeot 208 R4 e se divide, a nível de calendário, entre dois ralis em Portugal e outros tantas no país vizinho, tem a sua primeira prova da época em terras transmontanas, prometendo um duelo bastante cerrado e alargado pela discussão da vitória.

Com o CPR ao rubro, em termos de competitividade, ao fim das primeiras três provas (Terras de Fafe, Castelo Branco e Madeira) da temporada, esta edição do Rali Alto Tâmega promete reeditar os duelos ao segundo do passado: Joaquim Santos (Ford Sierra Cosworth) venceu em 1987 por 2 segundos, face a Manuel Mello Breyner (Renault 11 Turbo), e em 1992 Fernando Peres (Ford Sierra 4X4) ganhou por 1 segundo (!) frente a Carlos Bica (Lancia HF Integrale 16V).

É em ambiente de grande expetativa que os pilotos vão abordar um rali desconhecido, partindo todos em igualdade de circunstâncias quanto ao desconhecimento das estradas da região do Alto Tâmega até ao início dos reconhecimentos.

AS PALAVRAS DO QUARTETO DA FRENTE NO CPR:

"Vai ser desafiante, tratando-se de uma prova nova no calendário. Ninguém leva referências e, portanto, será uma folha em branco para todos. Será muito interessante em termos competitivos, dado o grande equilíbrio de forças entre os pilotos da frente"
ARMINDO ARAÚJO (Skoda Fabia), líder do Campeonato (88,94 pontos)

"Estou muito curioso e cheio de vontade para conhecer as características do rali. Aliás, defendo que todos os anos deviam surgir ralis novos no campeonato. O meu objetivo é vencer em Chaves. Toda a gente vai andar a fundo, tenho a certeza, na luta pelos primeiros lugares"
BRUNO MAGALHÃES (Hyundai i30), 2º classificado do Campeonato, a 1,63 pontos de diferença

"Faz-nos falta uma vitória esta época. Este é um rali novo, supostamente ninguém o conhece. Tenho tomado decisões técnicas que me têm prejudicado, mas já fizemos o nosso trabalho para melhorar e agora no Alto Tâmega vamos colocá-lo na estrada..."
RICARDO TEODÓSIO (Skoda Fabia), campeão nacional em título e 3º classificado no Campeonato (56,78 pontos)

"O Rali do Alto Tâmega é uma prova nova no campeonato, um nome histórico e é importante ter essas competições emblemáticas no nosso calendário. Para este rali só tenho um objetivo que é ganhar, pois apenas dessa forma terei hipóteses de lutar pelo título".
JOSÉ PEDRO FONTES (Citroen C3), 4º classificado do Campeonato (51,26 pontos)

As inscrições para o Rali do Alto Tâmega, limitadas a um número total de 80 equipas, encerram no dia 19 de agosto, pelas 23h30, no portal da FPAK.