faceralis

 

usados

pascoalcbO bicampeão nacional de Ralis GT abriu a sua época nos ralis com um triunfo em Castelo Branco, resultado que Vítor Pascoal dedicou à memória de Domingos Mota. Piloto do Porsche 991 GT3 Cup, navegado por Ricardo Faria, superou condições difíceis no asfalto da Beira Baixa.

Foi um fim de semana particularmente exigente para Vítor Pascoal, sobretudo em termos psicológicos, devido ao recente falecimento de Domingos Mota, até então responsável técnico da equipa e um amigo próximo do piloto do Baião Rally Team. Concentrando-se sobretudo em chegar ao final da prova, Vítor Pascoal acabou por vencer todas as classificativas entre os GT, começando o ano com a pontuação máxima.

"Esta vitória é para o Domingos", dedicou Vítor Pascoal. "Lembrei-me dele em vários momentos durante o rali, até na altura das verificações, porque era ele que costumava levar o carro para ser verificado. Emocionalmente não foi fácil disputar esta prova, mas o facto de o asfalto estar muito sujo tornou tudo ainda mais difícil. Não são condições indicadas para os GT, por isso só o facto de termos chegado ao final já é positivo. Este resultado só foi possível com a ajuda de um grupo de amigos, que foram fundamentais para estarmos no rali e a quem tenho de agradecer por todo o apoio nesta fase", afirmou o piloto do Baião Rally Team, que vai agora preparar o Rali Vila Medieval de Ourém, agendado para 22 e 23 de agosto.

Não lhe é permitido comentar.