faceralis

 

ANUARIO123

kiaCom três triunfos em três participações, a que se junta o 1º lugar obtido na edição transata da prova marinhense, Miguel Abrantes confirmou no Rali do Vidreiro Centro de Portugal o favoritismo que lhe era apontado à partida e sagrou-se 'campeão' do Kia Rally Cup na companhia do navegador Filipe Carvalho.

Assistido, novamente, pela Speedy Motorsport, o piloto de Águeda voltou a demonstrar a sua qualidade ao volante ao longo das duas etapas do rali, fazendo uso da rapidez e experiência para vencer as 7 provas especiais de classificação do certame organizado pelo Clube Automóvel da Marinha Grande (CAMG).

"O balanço é muito positivo. De uma forma geral, desde o Vidreiro de 2020, e depois as Camélias, o Alto Tâmega e agora o Vidreiro em 2021, tudo correu bem. Vencemos quase todas as PEC, o que para mim tem um significado especial, e fechámos com chave de ouro o Kia Rally Cup. Fomos constantes, rápidos e seguros, e até há meia hora eu ainda não tinha batido com este carro! Acabei por dar um toque num passeio que nos fez furar uma das rodas da frente, mas cá estamos como vencedores, o que é uma sensação fantástica", começou por dizer.

"Adicionalmente, quero também dar à CRM Motorsport os meus parabéns pela competição. Espero que continue e que se juntem a nós mais equipas, porque vale a pena. É um troféu giro, acessível e que se encontra integrado no Campeonato de Portugal de Ralis — e também isso tem um significado muito importante. Encontramo-nos na primeira divisão dos ralis, portanto há diversos pilotos que podem aqui correr. Venham! É divertido! Não é preciso muitos cavalos e apetrechos que custam muito dinheiro para se ser competitivo, dar retorno aos patrocinadores e estarmos numa estrutura profissional e que faz um trabalho fantástico, como é o caso da minha equipa, a Speedy Motorsport".

ESTREIA POSITIVA
Realizando uma estreia imaculada a bordo do Kia Picanto GT, André Marques e Alice Santos festejaram um saboroso 2º lugar na prova caseira. Naturais da região, divertiram-se nas funções de piloto e navegadora, cumprindo o principal objetivo a que se tinham proposto e deixando boas indicações para o futuro, ao acumularem experiência na disciplina e aos comandos do carro.

"Foi fantástico! O Picanto GT é um carro muito divertido, perfeito para a iniciação nos ralis e para trilhar o meu percurso nesta modalidade de uma forma fiável, económica e segura. Chegar ao fim e obter o 2º lugar no Troféu era algo de que não estava à espera e que me motiva para regressar à competição e ao volante desta viatura na próxima temporada", avançou André Marques.

Já Alice Santos destacou o sentimento de dever cumprido no baptismo como navegadora:

"Aconteceu tudo de forma rápida e prematura. Há uma semana ainda não sabia que iria participar nesta prova e acabei por comemorar uma estreia super positiva, sobretudo ao correr em casa. Ter a sorte de sentir o apoio dos nossos amigos e familiares nos troços do Rali do Vidreiro é uma experiência que ficará para sempre guardada na minha memória e que me deixa com vontade de repetir este papel no futuro, até pelo trabalho que fui desenvolvendo com o André na transmissão e compreensão das notas".

No rali em que pretendiam dar continuidade à excelente evolução registada ao longo de 2021, Pedro Ruivo/José Patrício acabaram por ser vítimas de uma saída de estrada logo na 1ª classificativa da prova. Os danos sofridos pelo Picanto GT levariam à desistência prematura da dupla assistida pela Filipe Sport, que garante, ainda assim, o 2º lugar no Troféu promovido pela CRM Motorsport com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, Charm Nature, Movielight e Toyo Tires.

"Não escondo que pretendíamos um desfecho diferente do campeonato, mas prefiro olhar para os aspetos positivos de um ano inesquecível. Desde logo, a forma como recuperámos do acidente após a desilusão inicial, cumprindo os derradeiros 10 km de forma muito competitiva. Mas também marcos como as primeiras vitórias em troços e a liderança da 1ª etapa do Rali da Água — CIM Alto Tâmega", avançou.

SEMPRE A EVOLUIR
Apesar de não terem terminado a prova, à conta de uma pedra que danificou a correia de acessórios durante a segunda passagem por 'Mata Mourisca', Tiago Raposo Magalhães/Tiago Carvalho prosseguiram com a evolução do Kia Rio Rally. Realizando o segundo teste competitivo com o carro, a dupla aprofundou igualmente o conhecimento dos pneus fornecidos pela Cooper Tires.

"Apesar do incidente final, num momento em que vínhamos a registar um excelente andamento, e de alguns contratempos, como o furo que sofremos na 3.ª especial do rali, conseguimos explorar os limites do carro e comprovar os três tipos de compostos — macios, médios e duros — da Cooper Tires. Concluímos a nossa prestação com uma maior noção da influência dos pneus no comportamento do Kia Rio Rally e da direção a tomar na afinação e upgrade do pacote técnico", referiu o CEO da CRM Motorsport.

Sobre o Kia Rally Cup, Tiago Raposo Magalhães congratulou o vencedor Miguel Abrantes e os 7 pilotos que participaram na competição ao longo de 2021. Mas também a versatilidade e fiabilidade do Kia Picanto GT, "argumentos que, uma vez mais, serviram de estímulo para que pilotos como o Pedro Ruivo ou o José Maria Monteiro fizessem a sua estreia nos ralis, e outros como o Rodrigo Correia, João Rebelo Martins, João Santos e André Marques cumprissem o seu sonho a bordo de um carro divertido e com a melhor relação custo-benefício do mercado", assinalou.

Tempos online: cpr.cronobandeira.com

Classificação Kia Rally Cup 2021

1º Miguel Abrantes/Filipe Carvalho

2º Pedro Ruivo/José Patrício

3º André Marques/Alice Santos

Não lhe é permitido comentar.