faceralis

 

ANUARIO123

brevesmortagua1Num rali que bem conhece e onde obteve os dois últimos títulos da sua carreira (Gr.N) Adruzilo Lopes procura agora ser Campeão Nacional de duas rodas motrizes em Mortágua. O Renault Clio R3 está apto para mais uma luta, e o piloto confia que Mortágua possa voltar a ser um fetiche. "Acima de tudo quero efectuar um bom rali, para poder continuar em busca do título das duas rodas motrizes. Embora existam hipóteses de sair de Mortágua como campeão, não quero pensar nisso. Só no final é que se fazem as contas, e sei que esta equipa fantástica vai trabalhar como sempre para que tudo possa correr da melhor forma. Mortágua marcou de facto a estreia do Renault Clio R3 em 2007, e a vitória surgiu através de um fabuloso trabalho de equipa. Foi também aí que consegui conquistar os meus títulos de Produção nos dois últimos anos, e por tudo isso, esta é de facto uma prova especial para mim e para toda a equipa da ARC Sport. Estou confiante num bom resultado", afirma Adruzilo Lopes, que voltará a contar com Vasco Ferreira como navegador.

Apesar da prova do Clube Automóvel do Centro não estar programada para João Ruivo por falta de apoios, a verdade é que tudo de conjugou para que o piloto estivesse à partida desta prova: "Desde o último rali que tentámos arranjar os apoios necessários para estarmos presentes, mas não conseguimos e informámos a equipa disso. Entretanto recebemos uma proposta por parte da Integra Support para alinharmos no Rali, a quem desde já agradeço". O piloto famalicense reconhece a felicidade por participar na prova, mas adianta também que os objectivos são um pouco diferentes do habitual: "Não vamos com a preocupação dos pontos, quer em termos de prova, quer em termos de campeonato, mas sim com a intenção clara de andar nas posições cimeiras do rali. As duas últimas provas não correram como o desejado em termos de resultado final e queremos que isso seja modificado para melhor". Assim, toda a estratégia da equipa é alterada, como sublinha ainda João Ruivo: "Queremos retirar as dúvidas e traduzir em resultados o andamento que temos tido em alguns troços. A intenção é também dar um prémio à equipa que tem trabalhado connosco ao longo de todos estes anos, reconhecendo toda a dedicação. Claro que queremos obter o melhor resultado possível, para demonstrar a competitividade do nosso carro".

Ricardo Moura já alcançou todos os seus objectivos em 2010. Campeão Nacional do Agrupamento de Produção e mais um título revalidado nos Açores dão ao piloto motivos suficientes para estar confiante. Em Mortágua, libertos de pressões, Ricardo Moura e António Costa vão tentar lutar por mais um resultado positivo, dignificando a Região Autónoma dos Açores. "Com os nossos objectivos completamente atingidos, estamos cheios de motivação para voltar a disputar o Rallye de Mortágua, uma prova que gostei bastante na época passada. Como é habitual, vamos fazer o melhor possível para dignificar os Açores e todos os nossos patrocinadores, efectuando um rali competitivo como é nosso timbre", assegura Ricardo Moura.

Não lhe é permitido comentar.