faceralis

 

ANUARIO123

WRC

tarquiniA Hyundai Motorsport revela filmagens do campeão de WTCR Gabriele Tarquini na sua primeira experiência no Hyundai i20 Coupé WRC.

No vídeo onde vemos Tarquini a viver uma experiê ncia de co drive com o piloto da Hyundai Motorsport, Andreas Mikkelsen. As filmagens foram feitas após a vitória e duplo pódio no Rally da Sardenh a em Itália, onde vemos o piloto italiano longe do ambiente normal do WTCR

O WRC apresenta desafios muito diferentes das corridas em circuito, pelo que o fim de semana na Sardenha, proporcionou a Tarquini uma visão única sobre o estilo de condução e características do carro.

Tarquini também viveu a experiência de condução do Hyundai i20 Coupé WRC com o amigo de longa data e Diretor de equipa da Hyundai Motorsport, Andrea Adamo, como co-piloto.

Andrea Adamo, Diretor da Equipa afirmou “receber o Gabriele no Rally da Sardenha foi uma fantástic a oportunidade para unirmos as duas áreas do negócio da Hyundai Motorsport. Além de ser o Campeão de WTCR e de ter tido uma importante participação n o desenvolvimento do i30N TCR, nesta experiência Gabriele teve a oportunidade de conhecer, no terreno, os desafios dos pilotos do WRC. Digamos que Tarquini deveria manter se nas corridas de circuito e eu no meu emprego atual! D ivertimo no s muito e foi uma maneira perfeita de cruzar as diferentes áreas e m que estamos envolvidos

Gabriele Tarquini acrescentou. "Estou grato a Andrea, a Andre as e à Hyundai Motorsport pela oportunidade que me proporcionaram no Rally da Sardenha . Foi a primeira vez que conduzi em terra e foi realmente fantástico. A aceleração, estabilidade, mudanças na direção, travagem, estilo na condução, é tudo muito diferente do que estou habituado e muito impressionante. Os pilotos do WRC são malucos, mas muito talentosos. Não compreendo como é que o Adamo permanece tão calmo. No lugar do passageiro, mesmo com um profissional como o Andreas, eu fico assustado. É um mundo completamente diferente do WTCR mas ao mesmo tempo fantástico. Espero que regressem um dia!”

rprui19Fotos: RUI FONSECA (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)
Evento: RALI DE PORTUGAL 2019
Data: maio / junho 2019
Site: www.ralisonline.net

 

 

brunorp19Fotos: BRUNO FERNANDES (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)
Evento: RALI DE PORTUGAL 2019
Data: maio / junho 2019
Site: www.ralisonline.net

 

 

 

 

tanakfimOtt Tanak dominou por completo o Rali de Portugal, vencendo e convencendo, demonstrando que está mais que preparado para lutar pelo título mundial, assim o Toyota Yaris continue a melhorar os índices de fiabilidade que, mesmo assim, nesta prova ainda não estiveram a 100%.

Num rali muito tático, com as jogadas da Hyundai e de Ott Tanak (que levantou o pé para não ganhar a Power Stage e assim não ficar na frente do Mundial), o Estónio mostrou rapidez, consistência e inteligência para responder sempre aos ataques da concorrência, que curiosamente até veio de dentro da própria Toyota.

Meeke tinha tudo para secundar Tanak, e até começou o dia a vencer um troço e a pressionar muito a liderança. Porém, nos dois derradeiros troços, Meeke fez um pião e no último bateu numa pedra.

Repentinamente Neuville estava no segundo lugar e Ogier viria a subir ao pódio no derradeiro troço, no qual venceu a Power Stage, e para a qual se foi preparando durante toda a etapa, mantendo assim a liderança do mundial.

Gus Greensmith foi outra vitima da Power Stage, após o salto, quando o Ford partiu a suspensão e se despitou, deixando o inglês fora do rali, a uma curva do final e logo na sua estreia com um WRC.

Nota ainda para Armindo Araújo, que adicionou à vitória no CPR, o "título" de melhor português com a obtenção de um 16º lugar final.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1 Ott Tänak/Martin Järveoja (Toyota Yaris WRC) 3h20m22.8s
2 Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC) +15.9s
3 Sebastien Ogier/Julien Ingrassia (Citroën C3 WRC) +57.1s
4 Teemu Suninen/Marko Salminen (Ford Fiesta WRC) +2m41.5s
5 Elfyn Evans/Scott Martin (Ford Fiesta WRC) +7m08.3s
6 Kalle Rovanperä/Jonne Halttunen (Skoda Fabia R5 Evo) +10m34.2s
7 Jari-Matti Latvala/Miikka Anttila (Toyota Yaris WRC) +11m28.2s
8 Jan Kopecky/Pavel Dresler (Skoda Fabia R5 Evo) +11m41.9s
9 Pierre-Louis Loubet/Vincent Landais (Skoda Fabia R5) +12m46.3s
10 Emil Bergkvist/Patrik Barth (Ford Fiesta R5) +14m28.4s

 

 

tanakApesar de ainda manter dois pilotos na frente do rali, Tanak e Meeke, a verdade é que o segundo dia do Rali de Portugal, não foi nada fácil para os pilotos da Toyota.

Latvala foi obrigado a desistir na segunda secção do dia, com problemas de amortecedores no Toyota Yaris, e Tanak terminou o derradeiro troço também em dificuldades precisamente com o mesmo problema, embora tenha sido possível chegar à assistência e ainda na frente do rali, com Meeke a 3s e Neuville a 9s.

Aliás, o final do dia foi muito favorável a Neuville, que atacou forte e com o problema de Tanak, está agira em posição de discutir a vitória no derradeiro dia.

Já Ogier, não ganhou nem perdeu muito tempo no segundo dia de prova, restando-lhe uma pequena margem para atacar o primeiro lugar, ou pelo menos um pódio, num rali em que quase nunca foi protagonista.

ARMINDO ARAÚJO VENCE NO CPR

Depois do domínio que exerceu no primeiro dia, Armindo Araújo geriu a seu belo prazer o segundo dia do Rali de Portugal, obtendo a sua primeira vitória do ano, de uma forma imperial.

Neste segundo dia, Armindo Araújo ainda teve um momento de sorte em termos de campeonato, quando viu Ricardo Teodósio a perder a segunda posição para Bruno Magalhães, devido a um problema de caixa de velocidades no Skoda, quando tinha a posição intermédia do pódio quase garantia.

Já Bruno Magalhães acabou por dar uma dobradinha ao Team Hyundai, fazendo um segundo lugar que é o seu melhor resultado desde que assumiu o volante do I20 R5.

Nas contas do Nacional pedro Almeida fez um bom 4º lugar, seguido por Diogo Salvi, António Dias e José Pedro Fontes, que não foi além de um “impotente” 7º lugar, voltando a ser azarado nesta fase do campeonato.

Daniel Nunes venceu nas duas rodas motrizes e Hugo Lopes foi segundo, num rali que não teve mais concorrentes do CPR a terminar!!!