faceralis

 

usados

CPR

vireirologo20(HORÁRIOS ATUALIZADOS)
Informações Rali Vidreiro, prova pontuável para:
Campeonato de Portugal de Ralis
Campeonato de Portugal GT de Ralis
Campeonato de Portugal Clássicos de Ralis
Campeonato de Portugal Junior de Ralis
Campeonato Centro de Ralis
Peugeot Rally Cup Ibérica
Chalenge R2 & YOU
Kia Picanto Rally Cup

SHAKEDOWN DIA 9 SETEMBRO, PELAS 13 HORAS.
Regional faz a 2ª e 3ª secção a seguir ao CPR

horariosvidreiro20

brunovi20O Team Hyundai Portugal parte para a quinta prova da temporada com a motivação em alta.

Bruno Magalhães e o navegador Carlos Magalhães abriram o campeonato com dois segundos lugares, em Fafe Felgueiras e Castelo Branco, e depois obtiveram vitórias importantes na Madeira e no Alto Tâmega, resultados que os colocam na liderança do Campeonato de Portugal de Ralis.

A dupla do Hyundai i20 R5 acredita que é possível manter este excelente momento de forma no Rali Vidreiro Centro de Portugal, disputado integralmente no próximo sábado.

“Vimos de uma série de bons resultados, que naturalmente reforçam a nossa motivação e ambição" refere Bruno Magalhães. "Fomos competitivos em ralis de asfalto de características bastante diferentes, como a Madeira e o Alto Tâmega, por isso não há dúvidas sobre a competitividade do nosso Hyundai i20 R5. Já ganhei o Rali Vidreiro Centro de Portugal algumas vezes , pelo que este é um rali que me traz boas recordações. Fizemos um bom trabalho de preparação e o objetivo é sempre o mesmo em qualquer rali: lutar pela vitória", apontou o tricampeão nacional e vice campeão da Europa.

trofeuEstá de regresso o Campeonato de Portugal de Ralis e com ele a segunda prova da temporada da Peugeot Rally Cup Ibérica 2020. Com 17 carros e algumas caras novas na presente época, o Rali Vidreiro/Centro de Portugal promete ser palco de uma animada luta "entre leões".

Com nove especiais concentradas num dia de prova, este segundo rali do ano para os homens da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020 arranca com o Shakedown ao final da manhã de dia 9 de outubro (sexta-feira), seguindo-se uma etapa única, no sábado, com nove especiais.

O Campeonato de Portugal de Rali 2020 volta este fim-de-semana com a discussão de uma das mais carismáticas jornadas de asfalto da temporada, o Rali Vidreiro/Centro de Portugal. A prova organizada pelo Clube Automóvel da Marinha Grande é a segunda pontuável para a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2020, que conta com nada mais nada menos que 17 carros e uma lista de inscritos recheada de nomes de relevo na competição.

Destacam-se, naturalmente, os vencedores das duas anteriores edições da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA. Daniel Berdomas (2019) que, depois da impressionante prestação com o Citroën C3 R5 no Rali do Alto Tâmega, regressa agora à competição levada a cabo pelas filiais PEUGEOT de Portugal e Espanha com o 208 Rally 4 da equipa GC Motorsport, e também Roberto Blach (2018), que no Rali do Alto Tâmega se viu forçado a abandonar após despiste.

Além destes dois "cabeças de cartaz" a prova da região centro vai contar com mais um lote importante de formações que mostraram credenciais há pouco mais de um mês em Trás-os-Montes e neste lote está a dupla Pedro Antunes/Pedro Alves (vencedores entre os Juniores de 2019) e que entraram ao ataque na primeira prova, assumindo a liderança da competição. Logo atrás surgem Oscar Palomo/José Bouzas, segundos classificados em Chaves e líderes da categoria Junior, Sergi Cornellas/Maria Hage, Pedro Almeida/Hugo Magalhães e Alejandro Rodriguez/Alejandro Fernandez, entre outros. Destaque ainda para os estreantes na competição e que escolheram a Marinha Grande para este debute. São eles Rui Lopes/Nuno Alves, Carlos Fernandes/Bruno Abreu e Miquel Socias/Laura Bravo.

O Rali Vidreiro Centro de Portugal arranca esta sexta-feira com o Shakedown, que terá lugar a partir das 12h00. Para sábado está agendada a única etapa da prova, com três troços cumpridos em sistema de ronda por três vezes, totalizando pouco menos de 100 quilómetros ao cronómetro, são eles Campos do Liz, Pinhal do Rei e São Pedro de Moel.

zefontesvid20Após cerca de cinco semanas de interregno, o Campeonato de Portugal de Ralis está de regresso à estrada para a quinta prova da temporada, o Rali Vidreiro/Centro de Portugal 2020. Este regresso é aguardado com expectativa pelo Citroën Vodafone Team que sente ter, este fim-de-semana, mais uma oportunidade para mostrar trunfos, numa prova que é muito do agrado da dupla José Pedro Fontes/Inês Ponte e que se adequa às características do Citroën C3 R5.

Vencedor na Marinha Grande em 2016 e 2019 (já com o C3 R5), José Pedro Fontes está apostado em regressar aos triunfos e é com esse objetivo bem presente que pretende enfrentar cada uma das noves especiais da prova, seguramente uma das mais rápidas do calendário, mas, paralelamente, muito exigente em termos de preparação e também de concentração.

O piloto esclarece que "este é um rali de que gosto bastante e no qual acho que temos condições para rubricar uma boa exibição. Trata-se de uma prova com especiais muito rápidas e que não deixam qualquer margem para erros. Por isso, é importante o trabalho que fizemos na preparação deste rali, mas também a forma como o encaramos. Temos que estar totalmente concentrados no sentido de imprimir um ritmo forte, mas, ao mesmo tempo, saber onde estão as armadilhas. Este formato de rali "sprint", com pouco mais de 30 quilómetros por secção, exige cuidados adicionais, mas sinto que temos tudo a postos para lutar pela vitória. Quero muito repetir o sucesso que já aqui alcancei por quatro vezes!"

kiaCom 5 equipas inscritas, a presença de novos rostos na modalidade e a garantia de igualdade de condições entre todos os pilotos graças ao formato deste Troféu: arranca assim o Kia Rally Cup, iniciativa com o cunho da CRM Motorsport e o apoio da Toyo Tires, e cujo pontapé de saída é dado já este fim-de-semana, na Marinha Grande, com a realização do Rali do Vidreiro Centro de Portugal!

Entusiasmados com uma proposta de valor que contempla a oferta de seis pneus da marca Toyo Tires a todos os concorrentes, estarão à partida para esta prova as duplas Filipe Carvalho/Maria Carvalho, João Santos/João Rocha, Miguel Abrantes/Miguel Vale, Pedro Ruivo/Francisco Esperto e Rodrigo Correia/Miguel Paião.

Juntos, compõem uma lista de inscritos que apresenta um misto de juventude e experiência, mas igualmente nomes com tradição noutras modalidades. Situação que, desde logo, representa uma vitória para a organização do Kia Rally Cup by Toyo Tires, afirma Tiago Raposo Magalhães:

"Um dos grandes objetivos deste Troféu foi o sempre o de trazer novos rostos para os ralis. Temos a sorte de contar nesta primeira lista de inscritos do Kia Rally Cup by Toyo Tires com o mais jovem piloto de sempre a participar num rali em Portugal, Rodrigo Correia, um estreante na figura do Pedro Ruivo e uma dupla familiar com palmarés no todo-o-terreno através do Filipe Carvalho e da sua filha, Maria", começa por dizer.

"Mas também caras conhecidas da Velocidade que não resistiram a este desafio, como João Santos, sem esquecer um nome habituado a brilhar nas duas frentes, ralis e velocidade, e que é o Miguel Abrantes", acrescenta.


Para o responsável da CRM Motorsport, a maior lista de inscritos ao volante de um Kia Picanto num rali em Portugal continua a provar a enorme versatilidade do modelo: "Entramos no 3º ano de vida do Kia Picanto GT num momento atípico pelas razões que se conhecem, mas com a confiança de termos em mãos um produto que continua a ser extremamente fiável e competitivo. Não tenho dúvidas de que as qualidades do carro voltarão a sobressair no próximo fim-de-semana, durante o Rali do Vidreiro Centro de Portugal, e que a competição estará ao rubro graças ao aliciante de todos os concorrentes contarem com o desempenho e eficácia dos pneus da Toyo Tires", conclui.

AMBIÇÕES POSITIVAS

Enquanto Rodrigo Correia/Miguel Paião pretendem "dar mais um passo" na evolução do jovem piloto ao volante, Miguel Abrantes/Miguel Vale ambicionam "lutar pelo melhor resultado possível de forma a alcançar a vitória final no Troféu" durante a prova da Marinha Grande.

Entusiasmados com esta prova, Filipe Carvalho/Maria Carvalho querem "aprender, mas obter um bom resultado" num rali que lhes é totalmente desconhecido, ao passo que João Santos/João Vale prometem participar "sem qualquer tipo de pressão", tendo em conta que este será apenas o segundo rali da carreira do piloto, ainda que curiosos com os benefícios que poderão advir do facto de contarem, pela primeira vez, com a assistência de uma equipa profissional neste contexto.

Um 'rookie' na modalidade, Pedro Ruivo irá unir esforços com o experiente Francisco Esperto na tentativa de acelerar o seu processo de aprendizagem.