faceralis

 

ANUARIO123

Nacional

Edit

Amount of short articles:

Amount of articles links:

You can order sections with dragging on list bellow:

  • Nacional
Guardar
Cancelar
Reset

CPR

A Verdade Desportiva...

Image - A Verdade Desportiva...

COMUNICADO ARC SPORT A época que agora finda, no que aos ralis diz respeito, foi disputada com elev

Quinta, 25 Novembro 2021 Comente

Eventos

Inscritos Leiria Festiva

Image - Inscritos Leiria Festiva

Inscritos Leiria Festival Rali 2021, prova extra que se realiza no próximo fim-de-semana em lLeiria,

Segunda, 29 Novembro 2021 Comente

Open

Fotos Rali de Mortágua 2

Image - Fotos Rali de Mortágua 2

Fotos: Paulo Homem (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)Evento: Rali de Mortágua 2

Quarta, 2 Janeiro 2019 Comente

Nacional

ernesto copyNova ronda do Campeonato de Portugal de Ralis 2RM e mais uma excelente prestação para a EFC Rally Team: Ernesto Cunha e Rui Raimundo arrecadaram o 2º lugar na Marinha Grande, o que lhes permite lutar pelo título das Duas Rodas Motrizes na última prova do Campeonato. Já Tânia Cuco e Helena Maia terminam o Rali Vidreiro com uma excelente evolução e vontade de regressar à competição.

O objetivo estava desde logo traçado e Ernesto Cunha mostra-se muito satisfeito com o desfecho da competição na terra do vidro: "Tínhamos de fazer um rali inteligente para manter as contas do campeonato em aberto e foi isso mesmo que aconteceu. Garantimos um bom conjunto de pontos com esta posição e vamos para o Rali de Mortágua com a possibilidade de sermos campeões nas Duas Rodas Motrizes."

Tendo feito uma gestão ponderada do andamento na Marinha Grande, mas sem baixar o ritmo, a dupla do Peugeot 208 Rally4 vai chegar à última prova com o título à vista. Separados do primeiro lugar no campeonato por apenas 3 pontos, Ernesto Cunha e Rui Raimundo estão prontos para "ir à luta pela vitória".

Tânia Cuco e Helena Maia terminam assim pela primeira vez o Rali Vidreiro e destacam a experiência positiva ao longo de toda a prova. "Foi muito entusiasmante correr na Marinha Grande, junto dos nossos amigos. Sentimos muito carinho na estrada e foi sem dúvida uma evolução positiva neste desporto que espero continuar a praticar durante muito tempo", referiu a piloto do Peugeot 208 R2.

hyundavidBruno Magalhães e Carlos Magalhães terminaram o primeiro rali em asfalto ao volante do Novo Hyundai i20N Rally 2. A dupla de pilotos terminou o Rallye do Vidreiro Centro de Portugal no quarto lugar.

"O Rally do Vidreiro foi uma prova intensa e bastante desafiante para nós. Infelizmente não terminámos a prova no lugar desejado, mas tirámos informações importantes do comportamento no Hyundai i20N Rally 2, nesta adaptação aos pisos de asfalto", afirmou o piloto Bruno Magalhães.

O Team Hyundai Portugal regressa à estrada com o Hyundai i20N Rally 2 , para fechar a temporada de 2021, nos próximos dias 5 e 6 de novembro, n o Rali de Mortágua.

kiaCom três triunfos em três participações, a que se junta o 1º lugar obtido na edição transata da prova marinhense, Miguel Abrantes confirmou no Rali do Vidreiro Centro de Portugal o favoritismo que lhe era apontado à partida e sagrou-se 'campeão' do Kia Rally Cup na companhia do navegador Filipe Carvalho.

Assistido, novamente, pela Speedy Motorsport, o piloto de Águeda voltou a demonstrar a sua qualidade ao volante ao longo das duas etapas do rali, fazendo uso da rapidez e experiência para vencer as 7 provas especiais de classificação do certame organizado pelo Clube Automóvel da Marinha Grande (CAMG).

"O balanço é muito positivo. De uma forma geral, desde o Vidreiro de 2020, e depois as Camélias, o Alto Tâmega e agora o Vidreiro em 2021, tudo correu bem. Vencemos quase todas as PEC, o que para mim tem um significado especial, e fechámos com chave de ouro o Kia Rally Cup. Fomos constantes, rápidos e seguros, e até há meia hora eu ainda não tinha batido com este carro! Acabei por dar um toque num passeio que nos fez furar uma das rodas da frente, mas cá estamos como vencedores, o que é uma sensação fantástica", começou por dizer.

"Adicionalmente, quero também dar à CRM Motorsport os meus parabéns pela competição. Espero que continue e que se juntem a nós mais equipas, porque vale a pena. É um troféu giro, acessível e que se encontra integrado no Campeonato de Portugal de Ralis — e também isso tem um significado muito importante. Encontramo-nos na primeira divisão dos ralis, portanto há diversos pilotos que podem aqui correr. Venham! É divertido! Não é preciso muitos cavalos e apetrechos que custam muito dinheiro para se ser competitivo, dar retorno aos patrocinadores e estarmos numa estrutura profissional e que faz um trabalho fantástico, como é o caso da minha equipa, a Speedy Motorsport".

ESTREIA POSITIVA
Realizando uma estreia imaculada a bordo do Kia Picanto GT, André Marques e Alice Santos festejaram um saboroso 2º lugar na prova caseira. Naturais da região, divertiram-se nas funções de piloto e navegadora, cumprindo o principal objetivo a que se tinham proposto e deixando boas indicações para o futuro, ao acumularem experiência na disciplina e aos comandos do carro.

"Foi fantástico! O Picanto GT é um carro muito divertido, perfeito para a iniciação nos ralis e para trilhar o meu percurso nesta modalidade de uma forma fiável, económica e segura. Chegar ao fim e obter o 2º lugar no Troféu era algo de que não estava à espera e que me motiva para regressar à competição e ao volante desta viatura na próxima temporada", avançou André Marques.

Já Alice Santos destacou o sentimento de dever cumprido no baptismo como navegadora:

"Aconteceu tudo de forma rápida e prematura. Há uma semana ainda não sabia que iria participar nesta prova e acabei por comemorar uma estreia super positiva, sobretudo ao correr em casa. Ter a sorte de sentir o apoio dos nossos amigos e familiares nos troços do Rali do Vidreiro é uma experiência que ficará para sempre guardada na minha memória e que me deixa com vontade de repetir este papel no futuro, até pelo trabalho que fui desenvolvendo com o André na transmissão e compreensão das notas".

No rali em que pretendiam dar continuidade à excelente evolução registada ao longo de 2021, Pedro Ruivo/José Patrício acabaram por ser vítimas de uma saída de estrada logo na 1ª classificativa da prova. Os danos sofridos pelo Picanto GT levariam à desistência prematura da dupla assistida pela Filipe Sport, que garante, ainda assim, o 2º lugar no Troféu promovido pela CRM Motorsport com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, Charm Nature, Movielight e Toyo Tires.

"Não escondo que pretendíamos um desfecho diferente do campeonato, mas prefiro olhar para os aspetos positivos de um ano inesquecível. Desde logo, a forma como recuperámos do acidente após a desilusão inicial, cumprindo os derradeiros 10 km de forma muito competitiva. Mas também marcos como as primeiras vitórias em troços e a liderança da 1ª etapa do Rali da Água — CIM Alto Tâmega", avançou.

SEMPRE A EVOLUIR
Apesar de não terem terminado a prova, à conta de uma pedra que danificou a correia de acessórios durante a segunda passagem por 'Mata Mourisca', Tiago Raposo Magalhães/Tiago Carvalho prosseguiram com a evolução do Kia Rio Rally. Realizando o segundo teste competitivo com o carro, a dupla aprofundou igualmente o conhecimento dos pneus fornecidos pela Cooper Tires.

"Apesar do incidente final, num momento em que vínhamos a registar um excelente andamento, e de alguns contratempos, como o furo que sofremos na 3.ª especial do rali, conseguimos explorar os limites do carro e comprovar os três tipos de compostos — macios, médios e duros — da Cooper Tires. Concluímos a nossa prestação com uma maior noção da influência dos pneus no comportamento do Kia Rio Rally e da direção a tomar na afinação e upgrade do pacote técnico", referiu o CEO da CRM Motorsport.

Sobre o Kia Rally Cup, Tiago Raposo Magalhães congratulou o vencedor Miguel Abrantes e os 7 pilotos que participaram na competição ao longo de 2021. Mas também a versatilidade e fiabilidade do Kia Picanto GT, "argumentos que, uma vez mais, serviram de estímulo para que pilotos como o Pedro Ruivo ou o José Maria Monteiro fizessem a sua estreia nos ralis, e outros como o Rodrigo Correia, João Rebelo Martins, João Santos e André Marques cumprissem o seu sonho a bordo de um carro divertido e com a melhor relação custo-benefício do mercado", assinalou.

Tempos online: cpr.cronobandeira.com

Classificação Kia Rally Cup 2021

1º Miguel Abrantes/Filipe Carvalho

2º Pedro Ruivo/José Patrício

3º André Marques/Alice Santos

araujoArmindo Araújo e Luís Ramalho terminaram o Rali Videiro na segunda posição e, mesmo não conseguindo garantir o título na Marinha Grande, partem para a última prova do calendário na liderança e em melhores condições para conquistarem o cetro.

Uma entrada inicial menos conseguida, fez com que a dupla do Skoda Fabia R5 perdesse alguns segundos para o líder e, a partir daqui, apesar de ter andado a discutir aos décimos de segundo as vitórias nas especiais, os campeões nacionais não conseguiram chegar à primeira posição. "A primeira passagem pela classificativa de Mata Mourisca não nos correu de feição e penso ter sido o ponto chave para que não tivéssemos conseguido chegar à vitória. A partir daí ainda recuperamos alguns segundos, andamos a discutir as especiais, algumas à décima de segundo, mas o Ricardo Teodósio foi mais forte desta vez. Parabéns pela excelente prova que realizou e vitória", disse no final o piloto de Santo Tirso.

Com este resultado, o título do Campeonato de Portugal de Ralis será discutido no Rali de Mortágua, e aqui, Armindo Araújo parte com alguma vantagem. "Gostaríamos de ter vencido já aqui o campeonato, mas sabíamos que, caso isso não acontecesse, partiríamos para a última prova nas melhores condições matemáticas para revalidarmos o título. Não teremos obrigatoriamente que vencer e por isso estaremos em Mortágua completamente focados em conseguirmos o grande objetivo. É para isso que vamos começar já a trabalhar", garantiu Armindo Araújo.

O Rali de Mortágua disputa-se a 5 e 6 de novembro e será o palco da decisão final do Campeonato de Portugal de Ralis 2021.

Classificação do CPR após a 7ª prova:

1º A. Araújo - 155 pontos; 2º R. Teodósio - 148; 3º B. Magalhães - 132; 4º J. P. Fontes –110; 5º B. Sousa – 67...

fontesv1Terminou com a subida pódio a participação do Citroën Vodafone Team no Rally Vidreiro/Centro de Portugal, penúltima prova do Campeonato de Portugal de Ralis, e que este fim-de-semana se disputou nos troços da região da Marinha Grande.

A dupla José Pedro Fontes/Inês Ponte conseguiu, assim, dar um desfecho positivo a um rali em que não estiveram isentos de alguns percalços. Uma entrada cautelosa e uma escolha de "set up" menos conseguida acabaram por condicionar toda a prova da dupla que tripula o Citroën C3 Rally 2. Depois de acumularem um atraso que os arredou da luta pelo triunfo – que era o objetivo da formação para este regresso aos ralis de asfalto – José Pedro Fontes conseguiu recuperar até ao terceiro lugar final, posição que assegurou após um esforço adicional na última especial do rali.

No final a prova o piloto do porto esclarecia que "não era este o resultado que pretendíamos, mas nem tudo correu como esperávamos. Sabíamos ter condições para lutar pelo triunfo e tudo fizemos para estar nessa luta, todavia alguns percalços acabaram por nos afastar dessa meta. Ainda assim, considero que fizemos um bom rali e este terceiro lugar acaba por premiar o facto de nunca termos baixado os braços. Este é um rali de que gosto bastante e no qual o Citroën Vodafone Team já subiu ao pódio por quatro vezes, duas delas alcançando o triunfo. Desta vez, porém, nem tudo correu de acordo com as expectativas."